ME ACOMPANHE!

  • White Instagram Icon
  • Pinterest Clean
  • Branca ícone do YouTube

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES!

QUER FALAR COMIGO?

karolbeduschi@gmail.com

 

© 2019 por Karol Beduschi

  • Karol Beduschi

A casa está uma zona: por onde começar?

Você já olhou pra sua casa e sentiu desespero? Desespero real, daqueles que você tem vontade de sentar no chão e chorar até que sua mãe ou alguém venha te salvar, mas aí você se dá conta que a mãe e/ou responsável é você? Se você não, eu já. Mais de uma vez, mais do que gostaria.


Muitos podem ser os motivos, doença, criança doente, viagem, reforma, mau tempo (quando chove pra sempre e a roupa não seca e a criança faz xixi na cama é bem legal por exemplo), mau uso do nosso tempo, preguiça, tempo gasto com o que não é prioridade, whatsaap / facebook / instagram, etc... a lista é infinita e eu devo ter usado de tudo um pouco já e não quero ser injusta com a crianças, já acontecia antes deles chegarem.


Roupa suja que parece não ter fim, pilhas e pilhas de roupa limpa te esperando, louça acumulada na pia, a cozinha que mais parece um pardieiro, coisa espalhada pela casa toda e aí pra melhorar vem aquela pergunta, que, na maioria das vezes, quando é feita, é porque eu não tenho noção e nem vontade alguma de resolver: "o que vamos comer?" A casa parece um campo de batalha pós confronto.


E aí? Consegue se visualizar nesse cenário? A grande dúvida fica: MEU DEUS! POR ONDE EU COMEÇO?


Há uns dois anos eu aprendi uma dica que muito me ajudou a responder essa dúvida e me socorreu no meio do caos. Recorro a ela sempre, antes mesmo de virar aquela cena de filme de terror. É simples, mas muito preciosa e eu queria registrar aqui, pra quem sabe, ajudar a você também.


Responda a duas perguntas:

1. Minha família tem o que vestir? ROUPA

2. O que vou oferecer para minha família comer? COMIDA


Comece por aí. Comece pela roupa. E só pare quando ver o fundo do cesto. Enquanto bate a primeira máquina, sente e escreva o que a sua família vai comer nos próximos três dias. Esqueça o banheiro imundo, o chão cheio de sujeira, os papeis em cima da mesa. Pelo menos por enquanto. Com a lista pronta, ataque a cozinha. Lave a louça e prepare o que for possível, vá ao mercado comprar o que precisa para os próximos dias (ou peça para o marido passar) e deixe a comida engatilhada e a cozinha limpa. Mantenha-a assim, mesmo que seja a única coisa que consiga fazer (junto com a roupa) por um tempo.


A roupa não pode parar enquanto não acabar. Nem de lavar, nem de secar e nem tampouco de guardar (odeio). Passo somente o estritamente necessário aqui em casa e isso me ajuda muito.


Quando a comida (e cozinha) e a roupa estiverem engatilhadas, ataque outro ponto crítico. Aqui em casa eu vou pros quartos arrumar as camas pra eu dormir bem. Mesmo que isso signifique jogar o everest no chão (já fiz, muitas infinitas vezes). A cama em ordem me ajuda a dar sequencia no restante. Depois banheiros e assim por diante.


Uma coisa que funciona muito bem pra mim é: se está tudo caótico e eu me sinto esgotada, eu largo tudo e vou dormir cedo ("na dúvida durma"? sou adepta). No dia seguinte eu acordo cedo, descansada, com a mente fresca e me sinto pronta pra enfrentar os inimigos..rs..

Eu não funciono bem trabalhando até tarde e eu acho que depois dos filhos é melhor aproveitar para ir descansar quando eles vão (aqui o horário normal de dormir deles é as 20h) e acordar cedo e descansada pra dar conta deles também, porque a vida continua, certo? Se eu durmo de madrugada (já fiz também essa burrice...) eu já acordo mal.


Outra dica é: pra manter a roupa controlada, eu me programo para lavar duas máquinas por dia de segunda - quinta. Muitas vezes na quarta já não tem nada ou só panos de limpeza. Também tenho tentado lavar a roupa de cama já quando eu troco (aos domingos), se não, fica pra segunda sem neura e pego no ritmo.


A cozinha eu tenho uma relação de amor e ódio. Eu amo uma cozinha limpa, organizada sempre, etc, mas odeio a velocidade com a qual tudo vai pro espaço! Tenho me disciplinado a ir dormir com a cozinha sempre limpa. É uma disciplina mesmo, porque eu preciso vencer a minha preguiça e procrastinação. Mas me diz se não é a coisa MAIS maravilhosa acordar e entrar na cozinha com ela nos trinks? Nunca me arrependo do esforço extra do dia anterior, mas já amarguei muita vezes acordar e me deparar com aquela bagunça acumulada e pensar "por que eu fui tão tola?". Ultimamente minha rotina tem sido: coloco as crianças na cama (ou o Jó coloca enquanto eu dou um gás, ou nós dois), finalizo a cozinha e morro estirada em algum lugar. rs...


É isso. Essa dica mudou minha forma de encarar a triste realidade da casa em forma de campo de batalha e eu gostaria que te ajudasse também.


Pra memorizar a dica, você pode se lembrar deste versículo:


"por isso, tendo o que comer e com o que vestir-nos, estejamos com isso satisfeitos."

I Timóteo 6:8



acordar amanhã sem arrependimentos: check!


Um beijo!



127 visualizações