Maternidade | origens


Voltando a documentar alguns pedaços da nossa vida agora como uma família de 5 (a Fifi conta, sim!). Entre todas as alternativas, a que mais me agrada ainda é aqui. Gosto daqui. O ritmo é ajustado por mim, não tem aquele fluxo maluco de informações e uma enxurrada de excessos e apesar de estar publicado na internet, me dá um senso de ser um "querido diário",  que é o formato que eu mais gosto. 

Sabe aquelas pessoas que ouvem o próprio áudio? Sou uma delas, juntamente com meu pai. Da mesma forma que gosto de voltar e ler e reler o que escrevi, pensei, vivi, senti e com a graça infinita de Jesus, mudei. Já escrevi tanta bobagem, mas também guardei tanta coisa preciosa, que o saldo ainda me parece positivo. 

Tenho dúvidas se algum dia meus filhos terão a oportunidade de passar por aqui e ler. Eu espero que sim. Os blogs, pelo menos nesse formato, fadados ao fracasso e esquecimento, assim como os livros impressos, só deixarão de existir quando nós mesmos os deixarmos de lado. Os livros, eu sei que pelo menos a minha irmã irá se agarrar até o último momento de seu respirar por eles, e por aqui eu sou determinada e antiquada o suficiente para ser a última a ainda escrever (eu sei, dramática e um pouquinho exagerada também) e documentar. 

Espero que eles possam ler, ver e reviver. 

Ana Luiza e Mathias, vocês são hoje duas coisinhas pequeninas e cheias de energia. Às vezes, eu tenho a sensação que vou implodir de cansaço, mas de alguma forma divina, só consigo pensar em ser e fazer o melhor por vocês todos os dias, até mesmo nos que eu fracasso (tipo, frequentemente). Então, a cada manhã eu levanto e me jogo de novo com tudo que tenho e sou pra mais um dia da mais gloriosa missão que me foi dada, ser a mãe de vocês.  

Até a próxima! 

Comentários

  1. Sentirei falta dos seus vídeos no insta, me divertia e inspirava. Bom, espero continuar sendo inspirada e consolada por seus belíssimos textos. Um grande abraço de uma mãe de três coisinhas pequenas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa! Que carinho! <3 Saiba que eu também me divertia muito fazendo...hehehe mas prioridades são prioridades e acho que eu estava precisando dar um tempo! (: Um beijo em cada coisinha pequena!!!!

      Excluir
  2. Karol, tudo bem? Como vcs estão? Que saudade de vcs no Instagram, amo seus posts sempre tão construtivos, mas consigo te entender. Conheci vc através deste blog com o relato do parto da Ana e aqui voltarei sempre. Um grande abraço!!! Fiquem com Deus!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rebeca! Fico feliz que vai voltar...a frequencia não é frenética mas é sempre feita com amor e cuidado! Obrigada :)))

      Excluir
  3. Ahhh, seus vídeos eram os melhores...
    Mas o tempo é precioso e voa, curta esse agora... Daqui a pouco você vai olhar como eu e ver uma moça de 19 anos.
    Deus guarde cada respirar da sua vida e da sua família 😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Moça de 19 anos...não sei como eu vou chegar a esse ponto...em algum momento a gente para de chorar quando olha foto deles pequenos? Porque com 3 eu já choro vendo foto bebê, imagina com 19.... Obrigada pelo carinho, foi recebido com alegria!!! Bjs!

      Excluir

Postar um comentário

Caro leitor,

Obrigada por tirar um tempo para comentar aqui. Ficarei muito feliz em ler seu comentário e responderei assim que possível. Um beijo!

Postagens mais visitadas deste blog

Parto Domiciliar do Mathias | A trajetória

Bon Appétit: Wrap de Alcatra e Cheddar

Inspirando...babies!