Vida de mãe: O fim de ano, o BLW, a neura e o desmame!

Esse primeiro final de ano como mãe foi bem interessante! Eu amo esta época do ano, mas lembram-se daquele comercial que anunciava o emprego mais difícil do mundo? Se você não assistiu, pode assistir (e chorar rios) AQUI!

Em determinado momento o entrevistador avisa que em feriados, natal e ano novo o trabalho é redobrado. Eu só não tinha tido ainda a oportunidade de experimentar essa novidade! Mas to aqui viva pra confirmar: é verdade!

Pra lá de meia noite e essa mocinha fazendo o que? Rasgando papel de presente....


Foi delicioso passar o natal com a nossa pequena, mas trabalhei tanto que no dia 25 eu mais parecia um zumbi! *.*  Ceamos tarde, uma da manhã a baixinha estava a todo vapor, deitei com ela no quarto dos meus pais, mas até ela pegar no sono... no fim das contas vim às 5:00 da manhã pra casa, às 9 ela estava acordada, dormi umas sonecas com ela mas foi tudo muito mal dormido e eu praticamente não existi dia 25. No ano novo eu fiz beeeeeeeeeeeeeem diferente! Primeiro que optamos por ficar em casa mesmo. Fui dormir cedo com a Ana Luiza. Perto dos fogos o Jó me acordou, me arrumei, pegamos a pequena do berço e descemos pra ver a queima de fogos na praia. Ela amou! Não se assustou nem um pouquinho. Subimos, colocamos ela de volta no berço pra dormir e fomos então estourar nosso champagne e comemorar nosso ano novo. FOI ÓTIMO!!!!!!! Estava bela, formosa AND descansada no dia 01! Lição aprendida!

E como ficou a alimentação da Ana Luiza no fim do ano?! 

Bom, já comentei por aqui e sempre tento postar fotos da nossa experiência com o BLW. No fim do ano, mantivemos o ritmo normal na medida do possível. 

A fonte principal de alimento dela ainda soy yo! Enquanto isso ela tem experimentado de tudo que comemos. Come frutas no café da manhã/pão integral, almoça verduras, à tarde come frutas também. Pão integral é um queridinho, brócolis, tomate e banana também!

Sempre leio muitas mães que ficam ansiosas em relação a alimentação dos pequenos. Gente, por experiência própria, QUANTO MENOS NEURA, MELHOR! 

Tem dias que a Ana Luiza NÃO come quase nada. Ela mais brinca com a comida ou às vezes nem interesse em brincar ela tem, do que que come propriamente dito, mas mama normalmente. O mais importante nesta fase agora é conhecer os alimentos, experimentá-los, deixar que os sentidos conheçam a comida como ela é (ao invés de triturar tudo). Gradativamente estes alimentos vão ser incorporados à dieta, gradativamente...não é da noite pro dia! RE-LA-XA!!! Pra mim a coisa mais importante é que ela tenha prazer em comer e experimentar, tenho pavor...horror...arrepios em forçar criança a comer qualquer coisa. Aliás, forçar qualquer pessoa a comer qualquer coisa é horrível...

Esse foi um bom dia! Ela comeu tudo e ainda mais um pouquinho...


Ela segue crescendo, se desenvolvendo e ganhando peso, indício de que estamos no caminho certo. 

Durante as festas, saímos bastante pra comer fora. Como faz? Eu ofereci o que tinha pra ela comer. 
Quando estamos em casa, eu cozinho a comida dela sem sal porque a ingestão de sal e açúcar até um ano deve ser controlada, contudo, se estamos comendo fora, SEM NEURA, ofereço o que for possível à ela. Uma salada, arroz, comeu moqueca de peixe, frutas...

E a alimentação guiada?

Não vou dizer que a Ana Luiza come sempre 100% sozinha porque não dá. Quando estou fora de casa eu geralmente auxilio ela com uma colher. Às vezes em casa quando quero oferecer feijão, eu ofereço na colher também. SEM NEURA. Ela come as frutas e verduras com as mãos, deixo um pouco de arroz e feijão na bandeja pra ela manusear e ofereço na colher o feijão com arroz, ou só o feijão. O importante é participar com ela da refeição e se adequar conforme a nossa realidade e dia a dia. Tem sido muito legal!!! Os dias que ela acorda animada pra comer, dá gosto ver minha pequena comendo aspargos, tomate, cenoura... e devorar uma banana então!!! Estes dias atrás eu e ela sentamos pra comer meio melão, foi rapidinho e uma festa. Vale a pena!

E como eu sei que ela está ingerindo os alimentos? A FRALDA TE DIRÁ! Acredite.......

Uma mamada a menos

Eu já comentei aqui também, que uma coisa muito legal que eu aprendi com A Encantadora de Bebês foi a mamada dos sonhos, que consiste em tirar o bebê do berço dormindo e oferecer uma mamada (entre 22:00 e até no máximo 23:00). Para nós funcionou maravilhas e foi assim que a Ana Luiza dormiu a noite toda! Ela recomenda tirar essa mamada até os 8 meses, pois os bebês já conseguem dormir de uma vez sem precisar acordar pra mamar. Pois bem, fiz os testes e realmente funciona! Ao invés de dar mamar, bombeei o leite e deixei pra ver se ela ia mesmo a noite toda... e foi!
Agora ela mama antes do banho, toma banho, bercinho e ... até amanhã!!!! As demais mamadas a medida que ela for comendo eu tenho esperanças que ela vai se desinteressar do meu leite...vamos ver! Por hora não tenho intenções de desmamá-la abruptamente. 

AMA água de coco! :) - foto da tia Suzana


Estas têm sido as minhas experiências recentes! E as suas? :)

Até breve!







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parto Domiciliar do Mathias | A trajetória

Bon Appétit: Wrap de Alcatra e Cheddar

Inspirando...babies!