Uma mãe de primeira viagem: o inTENSO quarto mês!




Sentiram minha falta semana passada? Pois é, foi difícil sentar e escrever estas últimas semanas...bem difícil e eu explico porque.

Quinta-feira passada Ana Luiza completou 05 meses. Todo mês eu digo que passou rápido e realmente passou, mas este último foi um pouquinho mais intenso.

Todo mundo fica um pouco na expectativa do bebê completar 03 meses pra ficar maiorzinho, interagir mais, etc. Eu confesso que não vi grandes diferenças no terceiro mês, mas vi MUITA diferença no quarto.

Lembram-se do post sobre os saltos (leia AQUI)? Li que o do quarto mês é o mais longo e mais difícil porque o sono fica extremamente afetado e foi exatamente assim, sem tirar nem por.

O salto dela deste mês começou no fim do terceiro mês e durou o mês INTEIRINHO, mas ele pode durar até 06 semanas (sim!).

O que nós vimos de mudanças expressivas ao longo do mês:

1. Rolar:

Começamos rolando de barriga pra baixo no fim do terceiro mês. Grande marco! Um belo dia meu marido foi buscá-la no berço e depois veio me perguntar porque eu tinha deixado ela dormir de bruços. O problema é que primeiro ela aprende a virar de barriga pra baixo mas fica extremamente irritada por não conseguir voltar. Como eles treinam insistentemente as novas habilidades, ela queria ficar virando sempre que deitava. Isso significa que... no meio da noite quando ela acordava, ela virava e não conseguindo desvirar, se irritava, chorava e até o sono voltar.....
Foram algumas noites acordando com o choro "ela virou...". Um belo dia resolvi ficar na porta espiando ao invés de ir lá desvirá-la correndo. Não é que a danadinha já tinha aprendido a desvirar? Agora ela já vira para todos os lados e está um PERIGO! Sozinha na cama, nunca mais!

2. Interação e Atenção

Ela está MUITO mais alerta. O mundo aonde ela vive parece estar mais real e muito mais tangível. Absolutamente nada passa desapercebido daqueles olhinhos vivos e curiosíssimos. Ou seja, dormir assim em qualquer lugar agitado rapidamente, não mais, só em caso de esgotamento mesmo. Ela nitidamente reconhece lugares comuns (casa da vó, sua casa) e pessoas do seu convívio e fica procurando quem é conhecido caso estivermos em um ambiente com muita gente ou com pessoas que ela não conhece. Mamar em qualquer lugar também não dá muito certo, pois qualquer barulho ou movimentação chama a atenção dela e mamar fica em segundo plano. Quer pegar tudo, quer ver tudo... Isso significa que...antes de dormir ela precisa ver o móbile, mexer nas almofadas, nos bichinhos, ver a cortina balançar, então deitar e dormir assim rapidamente só se estivermos muito cansada. Agora ela passa uns minutos brincando com os bichinhos no berço, pra lá, pra cá até cair no sono, mas demorou até ela pegar esse novo jeito de dormir. Também não posso mais tirá-la do quarto e trazê-la pra minha cama para a última mamada da noite porque a movimentação toda a desperta e aí até voltar a dormir demora DEMAIS. Agora o ideal é que ela mame no quarto dela, no escurinho quietinhas pra depois cair no bercinho e voltar pra sonolândia rápido.

3. Novo padrão de sono

Li que no quarto mês ocorre uma mudança brusca no padrão de sono do bebê. Até então, ele pega no sono rapidamente e rapidamente também entra em estado de sono profundo. A partir do quarto mês, o bebê passa a ter um padrão de sono mais parecido com o nosso, de adultos. Isto significa que, o bebê que antes caia no sono ao ser ninado, ou de qualquer outro jeito, agora vai demorar mais pra dormir. Essa mudança foi drástica aqui em casa. Isso significa que...tivemos semanas que pareciam mais o primeiro dia dela sozinha no berço! Ela ficava muito irritada, muito chorona, muito agitada, nada acalmava...  Foram algumas noites que eu tive que deixar ela dormir mamando, porque era a ÙNICA coisa que acalmava ela. O pai dela chegou a balançar ela por uma hora e nada. Eles se sentem completamente perdidos com essa mudança! Durante o dia, ela caía de sono mas se "recusava" a dormir. Ao acordar no meio da madrugada ela não sabia como voltar a dormir e o escândalo era certo. Longos dias....longas noites....

*Existem vários sites que falam sobre esta "regressão do sono" (termo traduzido) do quarto mês. MUITOS pais passam por este obscuro período e no fórum do babycenter tem muitas mães que reclamam a MESMA COISA:  não sabem o que está acontecendo, o bebê que antes dormia a noite toda e sozinho, agora está com o sono de ponta cabeça. RI MUITO de uma mãe que escreveu estar aliviada por ter encontrado outras mães passando pela mesma situação porque ela já estava até achando que era mal olhado....hahahahahahahahahahaha...
A encantadora de bebês aponta o quarto mês como o período propício para o que ela chama de "paternidade acidental" - que é você tornar o bebê dependente de algo para dormir, como por exemplo ninando, mamando, etc...

4. Reconhece o seu nome 

COISA MAIS LINDA DA MAMÃE!!! Ela já entendeu que Ana Luiza é o que chamamos ela...fofa, linda, inteligente...tá, parei!

5. Treinando pra engatinhar

Ela já se arrasta para trás com as perninhas e está treinando para se firmar de 4 para engatinhar. Já passeia pelo berço todinho. Dorme de um jeito e acorda do lado oposto completamente diferente! Tá um perigo essa miss Beduschi!!!

COMO SOBREVIVER

Sendo um zumbi! rs...

Foi um mês chatinho, ela ficou bem difícil, dormimos muitos dias mal, ela dormiu mal, nada agradava, choro, choro e mais choro sem motivos palpáveis. Tinha dia que meu marido chegava à noite, me olhava e só dizia:

- Dia difícil, né?
- Arram.
- Você tá estressada, né?
- ARRAM. (insira aqui uma cara de poucos amigos e muita fome)

Nós tentamos ajudá-la a passar por este período fazendo o que nos era possível: oferecendo um pouco mais de conforto e carinho. Procuramos nos manter firmes naquilo que acreditamos e nos propormos a fazer, mas inevitavelmente quando víamos que a situação estava crítica deixávamos ela mamar até dormir, ninávamos, etc... Aos poucos notamos que o salto estava acabando, as novas habilidades estão sendo dominadas com sucesso e ela volta a ser um bebê alegre, simpático, sorridente, que dorme a noite toda e que concilia o sono sozinha. É como se eles realmente dessem um passo pra trás antes de avançar, com um pouco de observação a gente pega o jeito de quando isso está acontecendo e podemos retomar de onde paramos. E o avanço compensa! É muito legal acompanhar a evolução deles, mesmo que o processo em si possa ser um pouco conturbado e estressante às vezes (muitas). Se apegar ao mantra mais verdadeiro da maternidade também ajuda: ISSO PASSA. Tudo passa!!!!!

O quinto mês já começou bem mais leve, mais tranquilo, mais divertido e ativo! Passeio no parque, ida a piscina, muita diversão com a Fifi... estamos aproveitando ao máximo os bons dias antes do próximo salto! Aliás, tenho medo da hora que for para engatinhar, se pra rolar foi esse drama...Bom, deixa eu curtir a calmaria um pouco antes da próxima tempestade...

Até Breve!




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parto Domiciliar do Mathias | A trajetória

Bon Appétit: Wrap de Alcatra e Cheddar

Inspirando...babies!