Uma mãe de primeira viagem: Shhhh!!!!




Eu já tinha tido um pequeno exemplar quando gravida, mas depois que a Ana Luiza nasceu é que pude experimentar com mais propriedade a doce odisséia de receber opiniões que não foram pedidas. Que mãe nunca passou por isto?

Eu já tive diversos episódios que vão de engraçados à desesperadores. 

Um bom exemplo de engraçado é que a Ana Luiza é EXTREMAMENTE calorenta. Recentemente fui ao supermercado com ela e lá estávamos na seção de hortaliças escolhendo nossa couve e coentro quando sinto alguém me cutucar no ombro. Era uma senhora pertencente ao grupo da melhor idade:

- Oi, desculpa... Ela não está com frio nos pés, não? 
- Não, ela é bem calorenta. 

Uma terceira distinta senhora, do mesmo grupo, NÃO SATISFEITA com a resposta dada pela mãe da criança, foi logo metendo a mãozinha no pé da minha filha pra se certificar de que ela REALMENTE não estava morrendo de frio.
- Aí, ta meio gelado...
Fui verificar pra encerrar o assunto.
- A mão da senhora é que esta gelada, o pé dela esta quente. (Como eu já sabia!!!)

Da onde surgiram estas pessoas??? Socorro!!!!

Episódios de frio/calor são bem constantes, até porque eu nunca fui daquelas que põe gorro, luva, meia, 3 peças de roupa. Nem no inverno em joinville eu usei isso tudo porque ela não sentiu esse frio todo. Uma vez uma senhora, também do grupo, veio por a mão na cabeça dela pra ver se ela não estava gelada, afinal recém-nascido sem gorro? Como pode? Enfim...

A verdade é que uma criança no colo parece dar automaticamente para as pessoas um certo direito de opinar quando não se foi solicitado. 

Eu não tenho nada contra pedir ajuda, opinião, receber bons conselhos, trocar experiências, mas tem gente que se passa, e o pior é que na maioria são desconhecidos!!!!

O da fome é um que me irrita. Não podem ver uma criança chorando "essa menina está com fome". Este, eu confesso, me irrita mesmo. Um dia desses atrás estávamos em um salão esperando o marido cortar o cabelo e a Ana Luiza estava chorosa, irritada, febril, pois tinha levado 03 agulhadas na perna e já era hora de dormir. Pois lá estava eu andando pra la e pra cá com ela no colo, pra acalma-la quando surgiu a oportunidade. Uma senhora que observava soltou a pergunta: 

- Ela mama no peito? 
- Sim.
- Isso é fome! 

Eu olhei bem séria pra ela e disse:

- Não, ela mamou antes de sair de casa, ela não está com fome. 

Quer matar uma mãe que amamenta é falar pra ela que o filho dela esta com fome, que não mamou o suficiente, que quer mais, que o leite não está sustentando, que a criança só vai ficar satisfeita com engrossante, ainda mais nos primeiros dias quando tudo é tão novo e a gente fica tão insegura. Nenhuma mãe deixa o filho com fome por bel prazer.  

Tenho tentado ignorar ao máximo as opiniões não requisitadas, mas tem horas que cansa né!!!! Já ouvi tanta gracinha, comentário desnecessário, previsões futuras que olha... To me achando até mais tolerante e criativa com as saídas que eu tenho dado...


E vocês? Como lidam com esse assunto delicado? 

Boa semana! 

Até breve! 





Comentários

  1. Oi Karol, nossa essa deve ser mesmo a sina de toda maezinha com bebe novo... Comigo a mesma coisa, e eu achava que depois que eu tivesse o segundo filho, as pessoas iriam me julgar uma "mãe mais experiente" rsrs. Que nada, é o tempo inteiro: ela quer mamar, ela ta de xixi, ela ta de cocô... Quando nem esta! Só pq a menina soltou um pum pronto tem que parar tudo pq a menina fez coco kkkkkkkkk
    Terrivel é apelido pra tudo isso, tem que relevar e esquecer pq se nao a gente vira uma fera rsrs
    Ja comigo não são tanto os desconhecidos que fazem isso mas os da família o que não é mole, pq quando é a minha mãe ou irmã eu tenho TODA liberdade de dizer mas e qdo é a sogrita ou as cunhadas?! Tenho 3 rsrsrs e o pior não sao mães ainda...
    Enfim lidar com ser humano nos traz confronto e somos desafiadas o tempo todo a sermos melhores e superar isso tudo e amar... Não vale a pena sermos as más educadas da família e as criquentas!
    Sinceramente da vontade de chorar, de bater etc... Mas ai a gente continua a caminhada de forma sã, e passa...
    Eu sinto q engulo jacarés atravessados kkkkkkkkkkkkk

    Bom me desabafei
    Bjos
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Xará,

      Não tenho cunhadas, acredita? Meu cunhado é mais novo e solteiro, então não sofri desse mal...rs... Se eu tivesse ela seria novinha e sem muita experiência no quesito filhos! Eu sinceramente não sei se eu teria muita paciência pra tanto bla bla bla! Já lidamos com tanta coisa ao longo do dia, né? Podiam nos poupar os pitacos desnecessários..rs...

      Vamos levando e rindo quando dá...chorando de raiva quando não dá...rs....

      Bjs!!!

      Excluir
  2. Valéria M. Zucolotto30 de setembro de 2014 18:07

    Não sei não....tem qur ver...acho que a Ana Lu está com saudade dos tioa preferidos dela...Já parou pra verificar? Se fosse eu vc ia correndo levar a pequena pra ver o tio Josias e tia Val...vai que ela fica doente de saudade?!

    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tia Valéria Maria...venham nos ver, porque estou mantendo a pequena em cárcere privado até segunda ordem! hahahahaha Que horror!! Mas é semi-verdade.... :P

      Bjs!

      Excluir
  3. É melhor ter um pouco de humor mesmo e relevar algumas coisas, depois vira história engraçada! kkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim!!! Depois que passa a gente ri....e tudo passa.....tudo passa!!! hahahaha :*

      Excluir

Postar um comentário

Caro leitor,

Obrigada por tirar um tempo para comentar aqui. Ficarei muito feliz em ler seu comentário e responderei assim que possível. Um beijo!

Postagens mais visitadas deste blog

Parto Domiciliar do Mathias | A trajetória

Bon Appétit: Wrap de Alcatra e Cheddar

Inspirando...babies!