Uma mãe de primeira viagem: da rotina!

Antes de começar o assunto principal deste post, quero dizer que sinto-me imensamente feliz em dizer que passamos a marca dos três primeiros meses! Pode colocar o Queen pra tocar aê minha gente! "We are the champions my frieeeeeeeeeend!!!!" 

O primeiro foi sofrido e os últimos dois...voaram! Minha pequena e graciosa guerreira, é altamente esperta, risonha, feliz, tagarela, comilona e amada. Muiiiiiito amada! Ela começou a entrar em uma fase deliciosa de gritos, interação, sorrisos e ensaios para gargalhadas...tem dias que eu passo o dia rindo sozinha das novidades que ela descobre. Que delícia!!!!!! Já pode encomendar outro? (RISOS FOREVER BRINCADEIRINHA!!!)

Ok....voltando ao principal....Rotina!

Ah...esse assunto é tipo o paraíso pra minha pessoa...

Não é novidade pra ninguém que eu amo planejar as coisas, adoro montar rotinas, planilhas, etc. Para minha surpresa, durante a gravidez, li que bebês amam rotinas, pois saber o que acontece e quando, em uma ordem específica, os traz segurança e os deixa mais tranqüilos também!

Foi assim que comecei lendo sobre o sono dos bebês com o livro do Dr. Estivill e também lendo sobre o famoso método da encantadora de bebês, o EASY, antes mesmo de começar a tentar engravidar.

Bom, eu estava decidida a tentar! Me informei sobre a importância das rotinas, da importância de desassociar mamada com o sono, da importância de bebês e crianças dormirem cedo para o seu desenvolvimento e crescimento (isto significa até no máximo 20:30), da importância de uma rotina noturna para conciliar o sono, da importância da consistência e principalmente da persistência!  

Minha experiência com a rotina começou em meio ao caos dos primeiros dias. Li tudo que achei na internet sobre a rotina proposta pela Tracy, autora do livro A Encantadora de Bebês e estava disposta a implanta-la o quanto antes. Em um dia caótico de choro sem fim, liguei pro meu marido e pedi pra ele comprar o livro e lá fomos nós...

O começo foi todo errado. Eu fui extremamente impaciente e quis que com dois ou três dia a Ana Luiza já se adequasse a rotina. Foi frustrante pra mim e certamente estressante pra ela. Eu posso dizer que no meu caso, 6 semanas foi uma excelente época, aonde eu vi os resultados e um padrão de acontecimentos se estabelecendo. Antes disso, era só mesmo treinamento, ensinamento e paciência. Mas valeu a pena! 

A rotina proposta pela Tracy é de um ciclo de 3 horas até o quarto mês, quando passa a ser de 4 horas. Isto significa que o bebe a cada três ou quatro horas, mama, brinca / troca fraldas / interage e aos primeiros sinais de cansaço é posto pra dormir e você tem seu tempo livre. Ela chama esta rotina de EASY (fácil em inglês) e cada letra simboliza um estágio da rotina:  Eat (comer) Activity (atividade) Sleep (dormir) You (você). 

Foi BASTANTE trabalhoso implantar o EASY, mas valeu muito a pena para nós duas! Hoje eu consigo me programar para resolver alguma situação na rua baseado nos horários das mamadas, sei quando posso fazer o almoço, ir à academia, fazer supermercado, limpar a casa ou se necessário, descansar. Sei quando ela está com sono por ser horário de soneca, fome ou a melhor hora pra visitas por saber que ela estará ativa! Além disso, aprendi a técnica da mamada dos sonhos, que consiste em tirar o bebe do berço dormindo e oferecer-lhe uma mamada e colocá-lo de volta dormindo mesmo, com o intuito de que ele durma mais horas seguidas. Apesar de ter sido um fracasso nas primeiras noites, insisti bastante e hoje a Ana Luiza vai pra cama por volta das 20h, o pai dela pega ela às 23h e me traz pra ela mamar e ela volta pro berço e só acorda entre 5:00 e 6:00 da manhã. Não posso reclamar de não dormir mais a noite! Mamãe feliz e descansada = bebe feliz!!! 

Vale frisar que pra mim, a chave da rotina foi persistência (de novo, é trabalhoso) e consistência! Persistir no padrão a ser estabelecido, tentando de novo e de novo e de novo convicta daquilo que você está ensinando! 

Flexibilidade 

Não vou ser hipócrita e dizer que todos os dias são conforme o script. NÃO. E isto é algo abordado no livro também. Tem dias que dá a louca no bebê e tudo vira de ponta cabeça e você mal consegue comer, mas são dias atípicos e até nisto a rotina ajuda a entender que o bebe tem alguma necessidade extra naquele dia. São os picos de crescimento, saltos de desenvolvimento, as vacinas, e os dias cinzas que todo ser humano vivo tem! Para estes dias o pensamento é "paciência, amanhã é um novo dia e retomaremos a rotina". Também procuramos ser flexíveis nos horários noturnos quando existe algum compromisso por exemplo, contudo, são  exceções e casos bem especiais, de regra, o horário de ir pra cama aqui é cedo e sagrado! 

Ser flexível me ajudou muito a não surtar com imprevistos ou ficar paranóica com os minutos. Uma soneca mais curta, uma mamada meia hora mais cedo, o banho 20 min mais tarde...tudo isso acontece e não é o fim do mundo. O mais importante mesmo é manter a ordem de acontecimentos proposto pelo EASY, este sim é raramente negociável.

Estes dias atrás, ela tomou as vacinas do segundo mês e meu coração ficou partido com a reação causada. Febre, choro de dor (daqueles que a gente chora junto e pede que antes fosse conosco) e muito colo. Nestes dias, excepcionalmente, ela dormiu no peito à tarde e as sonecas se prolongaram um pouco. De novo, não da pra ser engessado e terão dias e dias, portanto, ser flexível e adaptar o método a nossa realidade ao invés de nos engessarmos também foram chaves para conseguirmos implantá-lo! 

Unidos venceremos

Tem um versículo bíblico que diz que um reino dividido, não subsiste (mt.12:25), ou seja, é imprescindível que eu e o marido estejamos na mesma página. Sendo assim, toda rotina, instrução, qualquer coisa que diga respeito à ela, é acordada entre nós dois primeiro. Quando comecei com a rotina, expliquei como funcionava, os horários, a lógica e ele concordou com tudo e aí começamos a implantá-la. Foi essencial essa "parceria" para que desse certo e pra que ela se sentisse segura. 

Se alguém aí quiser implantar a rotina recomendo demais a leitura do livro! Tem bastante material na internet também, basta digitar "a encantadora de bebês" no Google que você irá encontrar blogs e sites que explicam o método mais detalhadamente e ensinam como implantá-lo. Sei que cada família tem seu estilo e ritmo e nem todas as famílias gostam de horários e rotinas, mas pra nossa família tem funcionado muito bem e desde que conseguimos estabilizar os horários, nossa vida mudou e o stress e cansaço foram drasticamente reduzidos! 

Mais alguma mamãe usou/usa o método da Tracy Hogg? Outro método? Método próprio? Como conciliam os afazeres x horários? 

Pra quem tiver interesse, os livros mencionados neste post são: 

- Nana, nenê 
Eduard Estivill e Sylvia de Béjar


- A Encantadora de Bebês Resolve todos os seus problemas
Tracy Hogg



 
Obrigada por passar aqui e até breve! 

Comentários

  1. Que lindo Ka!
    Fico feliz que tudo esteja melhor! e parabens pela boneca com 3 meses x) (mto lindaaa!!!!)
    Bom, eu PRECISO desse livro.
    Sei que a paciencia eu tenho de sobra, mas ando com problemas pra dormir desde ja, imagina qdo ele chegar :~

    Enfim, tinha escrito um e-mail aqui no comment e apaguei! logo vc recebe uma carta minha ae x)
    Preciso trocar mtasss figurinhas :~~~~

    Beijos beijos

    ResponderExcluir
  2. Parabéns filha vc é the best!!!😍

    ResponderExcluir
  3. Aqui somos fãs de Tracy tambem! Foi fundamental nos primeiros meses, e a maneira que ele crescia os periodos de cada parte do EASY iam ficando mais longos, mas ainda existem. Eu ficava frustrada pois a partir dos 3 meses, assim que firmava uma rotina parecia que mudava o horario da soneca, ou da mamada da madru (nao aderi a mamada dos sonhos porque as vezes que tentei ele acordou e ligou no 220, ficando acordado por horas, entao preferia acordar umas 3-4am).
    O que aprendi é que ser flexivel é imprescindivel, mas firme nas convicçoes tambem. O bebê prescisa ser guiado, e uma vez que tomou uma decisao (tipo, agora é hora de dormir), nao da para desistir depois de 5 minutos. E aqui em casa tentamos sair da rotina ao minimo, nao para protege-lo, mas pela nossa sanidade mesmo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Caro leitor,

Obrigada por tirar um tempo para comentar aqui. Ficarei muito feliz em ler seu comentário e responderei assim que possível. Um beijo!

Postagens mais visitadas deste blog

Parto Domiciliar do Mathias | A trajetória

Bon Appétit: Wrap de Alcatra e Cheddar

Inspirando...babies!