Uma mãe de primeira viagem: 39 semanas e....


...."nada", é o que eu tenho respondido com frequência ultimamente! Ana Luiza ainda não quis estrear neste mundo doido! 

Escrevi esse post hoje de manhã no aplicativo do blogger e ... perdi tudo! Mas vamos lá...

Será que este é meu último diário de gestação ou teremos mais um? Dois? Acabei de voltar do médico e ele jura que tem mais uns 15 dias (ainda não sei baseado em que, mas diz ele, né?).  Tudo pode acontecer hoje, amanhã, daqui uma semana. Enquanto isso, estamos aí firme e fortes, talvez não tão fortes porque o sono e cansaço estão com tudo. O importante é que basta cada dia o seu mal.

Na última semana não postei muito, pois tivemos dois feriados na mesma semana graças à padroeira do estado, ou seja, praticamente uma semana morta comercialmente, mas muito produtiva para nós. Finalmente chegou o berço! Acho que as lojas de móveis em Vila Velha não se importam muito com prazos de entrega, pois assim como tivemos o mega atraso da mesa, o berço foi a mesma ladainha. Mais uma loja riscada da minha lista de retorno e de indicações. Fora isto, aproveitamos nossos dias "off" para fazermos alguns projetos de "faça você mesmo" e também me desfiz de outro. Tenho muita coisa pra tag "Ô lá em casa", mas vou ter que pedir paciência porque requer um tempo fotografar, editar, etc... e eu estou mais lenta do que nunca!!!!!

Essa eu tirei ontem depois que chegamos de um fim de tarde na praia...menos um item na minha lista!
Apesar de lenta, tenho muito orgulho em dizer que a minha pequena lista de luxos pré Ana Luiza já foi quase 100% riscada. Foi uma idéia e tanto fazer esta lista e equilibrar melhor entre a "À Fazer" e a "Deixa pra depois, pense em você". Apesar de continuar bem ativa, tenho me permitido ouvir mais meu corpo e mente e conseguido estar mais tranquila. Acho que não conseguirei cumprir talvez, o item: dormir cedo. Apesar que, no feriado fui dormir quase todos os dias depois das 2, isto conta como cedo, não? Esses amigos corujas que a gente arruma.... De certa forma é um jeito de aproveitar também, afinal, acho que vai ser difícil curtir madrugadas assim com os amigos tão cedo. Aliás, conversava com esta amiga corujinha esse final de semana dizendo à ela que acho que perderei todos os amigos sem filhos muito em breve.....É igual casar e tentar manter as amigas solteiras, querendo ou não, sempre muda alguma coisa no relacionamento, é inevitável. Ainda não sei como vai ser, mas se eu sobreviver, volto pra contar!

Tivemos ainda a oportunidade de ver pela última vez a fofuxinha por aquele exame MEDONHO de ultrassom. Confesso que admiro as mães que olham para aquilo e veem coisas lindas, pra mim, nenhum bebê fica bonito naquilo! Só a Ana Luiza......mentira.
Mesmo sendo horrível, é bem emocionante sempre vê-la sambar ao vivo e a cores.  Isso mesmo, sambar, porque os filhos de vocês mexem, essa garota samba, sapateia, rodopia...A médica até comentou que ia esperar mais um pouco pra medir os batimentos porque ela é DEMAIS. (Socorro?)
Pra variar ela coloca a mão no rosto pra fazer um charme, mas até que conseguimos pegar o rostinho dela, vê-la abrindo e fechando os olhos e recebi até a notícia de que ela tem CABELO! Primeiro agradeci e fiquei feliz pelos laços, depois clamei por misericórdia pela junção desta genética.
A médica muito fofa ainda veio me dizer que ela não se parece comigo, tirando o nariz, que a vovó disse ser igual ao meu, o resto eu fui é bandida, trabalhei de graça! No mais, tudo lindo, saudável, de acordo. O susto ficou mesmo pela estimativa do peso: 3,340kgs. ABENÇOA, PAI! Já pensando em todas as roupas RN indo para o saco...
Sei que existe uma margem de erro considerável para mais ou para menos, portanto, mães, me digam como foi com vocês!!!

A boníssima notícia é que vimos também o cordão e ele está ES-TI-CA-DI-NHO. Saibam que o MAIOR conto da carochinha de todos os tempos, é a circular de cordão. Por este motivo pelo menos, não teremos que brigar para fugir de uma cesariana desnecessária. Antes de cair neste conto, pesquisa colega, PESQUISA. Você realmente acredita que um bebê se enforca com o próprio cordão umbilical? Pesquise!

E por falar em brigar, finalizei na última semana meu Plano de Parto! Como já previsto, o hospital não quis protocolar o mesmo e eu teria que entrar com meios legais para tanto, mas não creio ter tanto tempo hábil assim. Por esta razão, combinamos o seguinte: o marido fica responsável por brigar pelo Plano de Parto junto ao hospital, evitando ao máximo intervenções desnecessárias e fazendo o possível para ter um ambiente o mais respeitoso possível enquanto eu brigo em conjunto com as contrações para a chegada da Ana Luiza. É lamentável mesmo, mas infelizmente o nosso sistema nos obriga a isso, à ir para o hospital como se estivéssemos indo para um campo de batalha, armados e munidos, neste caso, de informações.

Quebrei muito a cabeça por conta disso tudo, briguei, me estressei, chorei e por fim acalmei. Depois de falar com o hospital sobre o Plano de Parto e ter o mesmo negado, me veio uma paz sem explicação. Tudo que poderíamos fazer, fizemos. Nos informamos MUITO, buscamos ajuda, ouvimos experiências, procuramos pessoas que poderão nos auxiliar, nos conscientizamos e agora chegamos ao ponto final. Daqui pra frente, não está mais nas nossas mãos. O meu parto me pertence entre aspas, pois há alguém acima disso tudo, que já sabe de antemão como será. Talvez eu precise de uma cesariana, e aí? Tenho que estar preparada para isto também. Talvez não seja como eu planejei, talvez seja melhor. O que venho experimentando é apenas descanso e paz. Quero independente de como for, curtir este momento. Curtir mesmo. Seja a dor ou a agulha da anestesia, quero estar sã e em paz para viver tudo com alegria. Só posso fazer uma coisa... esperar e confiar.

E não é que dá certo? Hoje fui, ao que espero, ter sido a minha última consulta pré-natal. Ele é meio doido mas fiquei tão feliz de ouvi-lo. Ele é 100% cesarista e me disse na primeira consulta que só faz cesariana mesmo, sei que falei isso aqui. Como eu disse à ele que faria com o plantonista e que estou indo para tentar o parto normal, ele nunca tocou no assunto. Hoje quando cheguei, fui preparada para um exame de toque para saber se já tenho alguma dilatação, mas ele disse que não ia fazer (antes de eu perguntar). Me explicou que toque fora do trabalho de parto é desnecessário e pode até provocar uma dilatação "enganosa", provocada apenas pela manipulação do colo do útero que está fino. Ele disse que é pra eu ficar tranquila e me aconselhou a ir para o hospital só mesmo quando eu estiver com contrações regulares de tanto em tanto tempo, que é pra eu não ficar lá sofrendo na mão do plantonista. Achei uma atitude muito cuidadosa e genuína, já que pra ele a verdade é que "tanto faz como tanto fez." Apesar de muito doidão, ele foi muito sensível. Saí de lá feliz e tranquila!

Enquanto ela não dá sinais de que está pronta para o nosso primeiro encontro, tenho curtido a dor. Isto mesmo, a dor. Quem acha que o trabalho de parto começa com as contrações regulares ou com o rompimento da bolsa, está muito enganado. Ele começa muito antes, na preparação para o grande dia. E como toda mudança na vida, antes de florescer, precisa doer. As costas, a lombar, as pernas, a pelve.....ah, a pelve...... Tem dias que eu penso que ela deve estar se deslocando para algum outro corpo fora do meu. Os últimos dias tem sido doloridos para dormir, me movimentar e estou desfilando no melhor estilo Pata na Lagoa, uma coisa linda, cheia de graça, só faltam as penas.... Mas é uma dor boa, garanto! É aquele tipo de dor que produz também uma certa alegria, um prenúncio de algo maravilhoso. Parece papo de masoquista, eu sei, mas basta enxergar a dor com outros olhos que ela até se torna prazerosa. :) Mas é ruim pra dormir, tá? rs... Um conselho para todas as mulheres do mundo que pensam em engravidar algum dia: alonguem-se!!!!!

Caso este tenha sido o último diário, fecho com chave de ouro: feliz, tranquila e confiante que nunca mais serei a mesma. Se não for, semana que vem eu estarei aqui novamente feito uma idosa reclamando de todas as dores que a relaxina (não sabe o que é isto? Leia aqui!) tem me proporcionado, não se preocupem!

Meu findar do dia ontem foi assim... sem filtro e cheio de paz....






Obrigada pela paciência de sempre e até breve!!!!




**PARA QUEM QUISER SABER MAIS SOBRE O QUE É UM PLANO DE PARTO E UM MODELO DO MESMO, CLIQUE AQUI!**

**PARA QUEM QUISER SABER MAIS SOBRE COMO PROTOCOLAR DE MODO LEGAL O PLANO DE PARTO MESMO COM O HOSPITAL NEGANDO ACEITÁ-LO, CLIQUE AQUI!**

Comentários

  1. OI karol!
    Mais uma vez passando para desejar uma boa hora para vc e sua filhota!
    A tranquilidade é essencial (tudo bem que tb sou de primeira viagem, rs!)
    estou com 33 semanas e seus posts são muiiiiito validos para mim, pois temos pensamentos parecidos!
    Estou aqui torcendo e só aguardando a ótima notícia do nascimento da sua pequena!!!!
    Mas se tiver que fazer mais um ou dois diários, ok, vamos curtir!
    Bjs!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Caro leitor,

Obrigada por tirar um tempo para comentar aqui. Ficarei muito feliz em ler seu comentário e responderei assim que possível. Um beijo!

Postagens mais visitadas deste blog

Parto Domiciliar do Mathias | A trajetória

Bon Appétit: Wrap de Alcatra e Cheddar

Inspirando...babies!