Uma mãe de primeira viagem: diário #1


Gostei desse, se parece muito com minhas habilidades artísticas para desenho :)

Hello Strangers!

Hoje oficialmente dando início aos posts gestacionais! Wohooo! (Prometo que serão somente uma vez por semana. Irei me conter na chatice!)

Pensando em como dar início ao tema, achei melhor começar pelo comecinho de tudo, pelo menos de como foi comigo: o planejamento!

Vamos lá....

É possível se planejar para engravidar? Devemos nos planejar para engravidar? 

Nos dois casos, a resposta é um SIM bem grandinho.

Eu acho que a palavra até poderia ser melhor utilizada se fosse INFORMAR. Nem sempre uma gravidez é planejada, em muitos casos ela acontece... e deve ser uma baita de uma surpresa boa, né? Em outros casos há todo um planejamento pré-concepção, mas em ambos os cenários a informação quanto antes adquirida, melhor aproveitada será.

Queria deixar aqui algumas boas (e ruins) experiências que passei para quem quiser aproveitá-las com ou sem planejamento. Espero que sejam úteis!


1. GINECOLOGISTA E PREVENTIVO, JÁ!!!!! 
Em primeiríssimo lugar não poderia estar outra coisa, né? Ginecologista! Mesmo que você nem sonhe em engravidar, a sua consulta com este nobre colega deve ser, no mínimo, anual. Se você é ativa sexualmente (ou tem mais de 21) e não se consulta com o ginecologista como deveria, você está se colocando em risco. Passei mais de um ano sem ir ao médico porque eu saí do emprego, fiquei sem plano, demoramos até começarmos com o plano novo e eu fui protelando. ME ARREPENDI. Quando decidimos tentar engravidar a primeira coisa foi marcar uma consulta e quando cheguei lá, para minha surpresa estava com uma ferida de todo tamanho no colo do útero. Ele disse que daquele jeito, sem chances, eu nem precisava tentar engravidar. Saí de lá arrasada! Fiz os exames e constatou-se que era puramente hormonal (graças ao anticoncepcional) e eu fiz uma cauterização que foi rápida e sem grandes dores. Dos males, este é o menor. Poderia ter sido pior, poderiam ter surgido outras coisas. Graças a Deus era simples e deu tudo certo. Então coleguinhas, antes de pensar em engravidar (ou não), número um de tudo sempre: Visite o seu gineco e converse com ele sobre suas intenções, ele vai te ajudar com mais algumas coordenadas, tipo ácido fólico, etc.

2. COMO FUNCIONA O SEU CORPO?
Você sabe como funciona o seu corpo? Você sabe de quantos dias é o seu ciclo? Quando você ovula? Tem noção do que é isto?  Se você respondeu não para qualquer uma destas perguntas, abra o google já e comece. Aliás, passo número um: pegue uma agenda, calendário, celular, o que for e a partir do próximo ciclo comece a anotar os dias da sua menstruação. Grávida ou não, quando chegar no consultório médico, vai ser uma das primeiras perguntas que você vai ouvir. Recomendo um aplicativo bem legal pro celular! Não sei se tem para Android, mas quem puder e tiver interesse, eu uso o Womanlog (ele tem em português) e lá ele te dá todas estas ferramentas de controle: data da última menstruação, duração do ciclo, previsão para o período fértil, controle de sintomas, etc. Minha mãe nos ensinou a anotar na nossa agenda as nossas datas, então sempre sabíamos quando a tpm estava chegando...hehehe. Vou falar que para as tentantes, é uma mão na roda se conhecer, tá? Eu sabia exatamente os sintomas que eu tinha no meu período pré menstrual e durante o meu período fértil! A única coisa que eu não fazia era medir a temperatura basal. De resto estava de olho e foi certeiro, achei MUITO estranho ter cólicas logo depois de ter ovulado, umas cólicas muito chatinhas que vinham e iam de leve. Nunca tinha sentido aquilo! Foi minha suspeita número um e me conhecer fez toooooooda diferença antes e durante. No dia 29 de agosto, o dia que mais fui ao banheiro na vida, que nem sinal da colega, eu já sabia! Comprei o exame e na manhã seguinte...olha a segunda linha, gente!!!!

3. MARIDO INFORMADO
Envolva o seu marido nos papos. Gente, grávida é uma raça chata. É igual noiva. Só falam disso!!!! Já fui noiva e agora sou gestante e a gente é um saco em ambos os papéis. Tô tentando ser o menos chata possível, mas não tem jeito, é muita coisa e eu preciso falar!!!!!! Antes de engravidar tudo que eu achava de informação importante eu comentava com o JC. Quando fui fazer a cauterização, pedi que ele fosse comigo para ele também ouvir o médico. É muito legal! Se o seu marido não tem interesse, tente fazê-lo se interessar dividindo com ele informações, fatos e comentando o que se passa com você e aonde ele se beneficia nisso (sempre funciona essa parte). É bom que participem, que saibam como você funciona. Tentando engravidar, grávida ou não, dialogar é maravilhoso, traz cumplicidade, informação, segurança, compreensão, colaboração, enfim, não consigo pensar em nada negativo, só coisas boas.Hoje em dia eu também divido tudo com ele, sintomas, dores, alegrias, chateações e fico toda boba quando ele chega com uma novidade que ele mesmo procurou, que estava lendo. Instigue a curiosidade, convide-o a participar por completo de tudo que se passa! Faz muita diferença contar com o apoio do marido ao longo do processo.

4. O PSICOLÓGICO: PRE-PA-RA!
Quer engravidar? Tem certeza? Prepare-se psicologicamente. Primeiro porque vai ser uma mudança drástica para todos, mas que eu entendo como algo natural e parte do ciclo da vida. Segundo, porque você vai ouvir MUITAS histórias da carochinha, aquilo que aconteceu com a tia da prima da vizinha da fulana de tal. Se você acha que ouviu conselhos para casar, espere embuchar (que meu pai não leia esse post ele tem horror quando eu falo embuchar!). É bom que você e o marido estejam tranquilos, cientes das escolhas que estão fazendo, descansados em Deus e firmes nas opiniões. Por isso que eu digo que é bom se informar, é maravilhoso, é divino. Uma coisa são pessoas experientes, maduras, sábias que vem te ajudar, trocar idéias, é show!!! Outra coisa são os bla bla blas de quem não tem nada útil pra dizer então fala qualquer coisa mesmo sem noção alguma da proporção que as palavras podem ter. Eu achava que era papo de grávida neurótica, mas realmente a gente fica mais sensível com tudo que ouvimos e quando é o primeiro então, aí que tudo tem proporções maiores. Relaxa, informe-se, tenha humildade para aprender e reter o que é bom e descartar as inconveniências! Se você não planejou a gravidez, comece o quanto antes abstrair e se informar, abstrair e se informar, abstrair...

5. SAÚDE É O QUE INTERESSA!
Para as tentantes também... colega.... conselho de best friend: comece a se reeducar na alimentação AGORA. Sério, agora mesmo! Cospe esse doce da boca e pegue uma cenoura, brócolis, rúcula, qualquer coisa saudável. Se você acha que é difícil sem um segundo elemento aí dentro, espere engravidar. Existe uma explicação científica para toda essa fome, mas o fato é que na hora do desespero você não pensa em aumento da leptínia, você só pensa em aumentar a quantidade daquele macarrão suculento no prato!!! Li que esse desespero todo passa, mas até lá é uma luta diária. Os enjoos eu pretendo falar em breve, um capítulo a parte da novela. Reforçando os lanchinhos saudáveis, diminuindo as quantidades nas refeições principais e aumentando a quantidade de pequenas refeições. Parece simples e lindo, mas não é. Requer muita disciplina, força de vontade e conseguir vencer o sono que aliás, estou doando se alguém aí precisar. Exercícios físicos eu nem preciso dizer, né? Não espere chegar o positivo para sair correndo (literalmente) pra academia fazer tudo que você não fez antes. Aliás, se você não está na ativa, é pouco provável que o seu médico te libere até o final do primeiro trimestre. Se você está acima do peso, o ideal é tentar entrar na linha o quanto antes para evitar complicações durante a gestação. Exercício físico na gestação não é estética, é bem estar, saúde, um parto mais amigo e um pós parto mais tranquilo. Procure alguma atividade que goste de fazer! :) E ao engravidar, converse com o médico antes de fazer atividade.

6. A GRAVIDEZ E O TEMIDO PARTO
Ok, você já manja tudo sobre sistema reprodutivo, sintomas, ciclos e tudo mais. Agora é hora de partir para a gravidez e o parto. Leia florzinha do campo amarela, LEIA! Revire a internet atrás de artigos e informações (de fontes confiáveis, por favor não saia acreditando em tudo que você lê em fóruns) sobre o que se passará com você durante a gravidez, os sintomas que o seu corpo vai dar, o que é normal, o que não é. LEIA. Procure ANTES de chegar na maternidade com a bolsa estourada, saber como funciona o seu organismo durante o trabalho de parto. Como acontece o parto normal? Como acontece uma cesárea? Quando a cesárea é de fato imprescindível? Qual a melhor opção? Não deixe que terceiros façam escolhas POR VOCÊ, FAÇA SUAS PRÓPRIAS ESCOLHAS, CONSCIENTE do que você escolheu. Tem muita mulher que deixa o médico decidir tudo e depois querem entender o POR QUE de determinadas situações. É a sua vida e a vida do seu bebê em jogo, quanto mais você estiver informada, menos desesperada e alienada você estará em situações de possíveis riscos. Meu principal sintoma de gravidez: Cólicas. Quando falo isso muita gente me arregala os olhos dizendo que é perigoso, que é pra eu tomar cuidado. Se eu não tivesse me informado com certeza ia correndo ligar para o médico e ser daquelas neuróticas. Cólica na gestação é NORMAL. O seu útero está crescendo loucamente para abrigar um ser humano dentro dele, é inevitável que você sinta cólicas. Meu útero já dobrou de tamanho! Tem noção? O que não é normal é a combinação cólica + sangramento ou cólicas insuportáveis. Prepare-se para esse momento e todas as mudanças que ele trará e você será mais tranquila e não se desesperará com qualquer novidade.

7. DON'T WORRY BE HAPPY
Não sou a pessoa mais adequada para esse tópico, mas tente relaxar e deixar acontecer. Minha mãe ficava meio desesperada quando eu falava pra ela o dia que eu ia engravidar e eu confesso que esperar até o fim do ciclo foi um martírio, sim! Quando a gente é "tentante" sempre fica aquela ansiedade para saber se deu certo ou não...mas o negócio é (tentar) relaxar! Encontrei em um grupo do Baby Center para tentantes um belo de um amparo. Ri muito e recebi bastante apoio de outras mulheres que estavam na mesma situação e que dividiam as mesmas ansiedades e foi uma delícia dividir com elas o meu positivo, assim como foi maravilhoso ler outros positivos. Converse com pessoas que vão saber te ajudar com a ansiedade e a ficar tranquila caso nem tudo saia como planejado! :) Descanse no Senhor, Ele sabe o tempo para todas as coisas!

Tem gente que adicionaria aqui planejamento financeiro, mas eu não sou destas ok? Sou bem "hippie" neste sentido. Primeiro porque se dependesse de planejamento financeiro para nos casarmos, talvez estaria na casa da mamãe até hoje, foi preciso fé. Não digo ser inconsequente, ok? Mas ter fé! Sou otimista demais nesse sentido e quando falam que filho é caro eu digo que aonde comem dois, comem três, aonde dormem dois, dormem três e que a bíblia diz que não devemos nos preocupar com o que comer ou vestir porque o Senhor que é pai cuida de tudo isso. Me preocupo mais com o conteúdo que terei que passar para os filhos em meio a esse mundo pirado que vivemos, do que com que roupa eles sairão da maternidade. É LÓGICO que tem coisas LINDAS e que a gente sempre vai querer dar tudo do melhor para os filhos, como os nossos pais fizeram, mas o mundo anda com uns valores meio distorcidos e o consumismo começa já na pré-existência. Tô muiiiiiiito relax gente!!! Se der pra fazer tudo lindo dos sonhos deu, se não der, amém!
O importante é ter saúde e o nariz do pai!!!!!!!!!!



Espero que não tenha enchido muita linguiça e que tenham sido dicas proveitosas! :)

Até breve!


Comentários

  1. Post maravilhoso Karol! Mas de todo os tópicos, o pós tópico foi o que mais mexeu comigo...preciso tanto aprender...

    Obrigada por compartilhar...

    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amiga! Sei que serei provada nessas coisas e quero estar tranquila e confiante no Senhor! Depender dEle e não de nós!!! Vamos crer e confiar :)

      Muitos beijos!!!!

      Excluir
  2. Eu li tudo achando o maximo! e cheia de expectativas.. rs
    O fuska ainda nao le sobre isso, mas como eu falo tudo pra ele, de vez em qdo ate ele tem medo do parto - como se fosse ele que ira passar por isso *tsc
    E o parto eh justamente o ponto que eu tenho que focar mais e relaxar.
    O resto, acho que, serei como vc qdo chegar minha vez ;D

    So to com probleminha nessa tal de tabelinha/periodo fertil!
    Vou te contar isso no email que eu AINDA nao te mandei - aff
    To toda desregulada, mas ta voltando ao normal! e a partir desse normal ficar estavel, ae eu vou tentar neh! ;D rs

    Fora isso, to mto feliz por compartilhar de mais essa fase, mesmo de longe, amigas de blog ;D
    E assim como no casamento, estarei aqui torcendo, acompanhando e pegando todas as licoes boas pra mim! :D

    Beijao!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulinha CADE o email? Hahahahahahaha

      Homens geralmente tem mais medo mesmo!!! Mas se você começar a ler sobre o assunto, o relato de outras mulheres, as informações que tem por aí vai ver que é mais mistificado do que realmente é! Vamos relaxaaaaaar!!! hahahahahahaha

      Feliz por estar sendo útil pra você minhas maluquices daqui :) :)

      Beijos!!!

      Excluir
  3. Isso msm meu beim!
    Um baby precisa tão somente de um pai e uma mãe buscando o reino de Deus! As demais coisas são acrescidas por ELE!
    Eu creio nisso,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amem mamma!!!! :) Conto com sua vasta experiência.......hahahahahaha
      HELPPP!!!!!

      Love you!

      Excluir
  4. Nossa, acabei de passar pela mesma coisa que vc!! Eu tb tive que fazer cauterização e foi apenas hormonal o problema. Fiz todos os exames não deram nada, só mesmo esse problema, mas graças a Deus foi tudo tranquilo. Gostei do post, espero ver mais por aqui!
    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É chatinho, né? Meu médico disse que na nossa idade é muito normal mesmo, infelizmente são os contras do remédio :((

      Beijos Patricia!!!

      Excluir
  5. Nossa!! Que coisa linda... Amei demais tudo o que escreveu Karol.. escreve mais... =)
    Amo ler sobre esse assunto.

    Um grande beijo...

    Jillian

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Caro leitor,

Obrigada por tirar um tempo para comentar aqui. Ficarei muito feliz em ler seu comentário e responderei assim que possível. Um beijo!

Postagens mais visitadas deste blog

Parto Domiciliar do Mathias | A trajetória

Bon Appétit: Wrap de Alcatra e Cheddar

Inspirando...babies!