A Place NOT to be: Festa da Tainha!


Lembram-se da tag “A place to be”? Pois bem, hoje eu vou fazer uma diferente: “A place NOT to be” ou “Um lugar para não estar”, digamos assim...

Na quarta-feira à noite enquanto jantávamos na casa de um dos sócios do JC, falamos alguma coisa sobre tainha e os meninos lembraram que estava tendo a tal “Festa da Tainha”. Como eu nunca tinha ido e já ouvi muita gente falando sobre esta tradicional festa pedi pro JC me levar, afinal eu amo peixe e adoro como eles preparam as tainhas aqui no sul!

Ontem saímos do escritório bem tarde e acabamos saindo de Joinville perto das 9 da noite rumo à Barra do Sul, aonde acontece esta festa todos os anos. A tainha é o peixe mais típico desta região e amplamente consumido pelos meus amados catarinas. A festa já está em sua 21ª edição!

A Barra do Sul é um balneário bem pequeno próximo à Joinville e levamos mais ou menos 40 minutos até lá. No verão este lugar é um caos. Pra começar a estrada que leva até lá, a SC-280 que também leva até São Francisco do Sul, não é duplicada. Ou seja, Joinville INTEIRA e adjacências tem casa nestas cidades e sexta-feira a noite e domingo no fim do dia, caso queira se estressar muito, tente ir ou vir destes lugares. É impossível. Pago pra não ir. No Réveillon teve gente que passou mais de 6 horas parado. O fim né?
Pra quem quer fugir um pouco da rotina e dos conhecidos este lugar também não é recomendado no verão. Você provavelmente vai encontrar todos os seus vizinhos de Joinville, os colegas de trabalho, ex-colegas de escola, o dono da padaria, e etc... é a praia do “oi oi oi”, pois você caminha a faixa de areia dando oi pra todo mundo.

Tirando isso eu adoro a Barra do Sul no inverno e na primavera. MUITO mesmo! A cidade fica deserta, tranquila e é ótimo pra você dormir e curtir uma praia sem uma viva alma. Os tios do Jó tem casa lá e de vez em quando a gente foge pra esse quase esconderijo. Fora que eu acho a água uma delícia (pra quem vai à Praia da Costa é como entrar em uma banheira de água quente).
Pois bem. Chegamos à cidade e até lá próximo a muvuca estava bem tranquilo.  Procuramos um lugar pra estacionar mais próximo às barracas e acabamos estacionando na casa de um tio que nos cobrou R$10,00. Já comecei achando caro. Como toda festa de cidade, tem vários shows e aparentemente a atração deste ano é o cantor Leonardo! Ontem quando chegamos quem estava no palco era o Davi Sacer (um cantor cristão). Como eu não estava lá pra ver show queria mesmo era comer peixe, nem passamos pra dar uma olhada, fomos direto ao que interessava.

Começa a minha decepção.

A prefeitura fecha uma via, monta toda uma estrutura de barracas uma ao lado da outra (deviam ter aproximadamente 60 barracas e olhe lá) e apenas 3 ou 4 tinham tainha. OI? Não é a festa da tainha??? Tinha mais cachorro-quente do que tainha!!!! Ok. Vamos então nos contentar com o que tem.
Paramos em uma das barracas e o tio teve a capacidade de nos cobrar R$50 pela tainha assada. Eu quase dei na cara dele quando ele falou 50...tá, nem tanto. Mas eu questionei sim, como que na festa da tainha a mais tradicional, aonde supostamente era pra ter tainha até o teto do barracão, a tainha estava mais cara que em um restaurante em Itapema com vista para o mar e talher de verdade.  Ele fez toda uma propaganda do acompanhamento  e de todo método utilizado e nós aceitamos, já que não tínhamos opção, as demais barracas eram +/- o mesmo preço e eu tinha me descolado até lá era pra comer a bendita!

Sentamos e esperamos a nossa super ulta mega power tainha chegar. Quando chegou parecia bem gostosa, mas os acompanhamentos eu particularmente nem comi (arroz, vinagrete de repolho, o que eu nunca tinha visto na vida e pirão catarinense, que não é igual o pirão capixaba, e eu particularmente, passo). O peixe estava bom. Bom, não ótimo. Tivemos que pedir mais três garfos, porque os de plástico quebravam. Na hora de pagar saquei o 50ão muito a contra gosto e o garçom na MAIOR cara de pau vira e diz: É ainda tem os 10% que não estão incluso. Eu estava tão chateada que eu troquei o dinheiro e morri em R$55 reais. MUITO CHATEADA.

Depois fomos em busca de um quentão, porque eu amo quentão e já que a tainha não estava lá isso tudo, pelo menos o quentão salvaria. Achei o preço do quentão razoável: R$4,00 para um copo médio. O da serra do rio do rastro é melhor e mais barato. Mas tudo bem, deu para matar um pouco a vontade...
E pra finalizar pegamos um espeto de morango com chocolate, que foi o que salvou a noite. O chocolate era bem gostoso e o morango enorme e suculento! Delicia!!!

Espetinho de morango delicia!

Mas a conclusão mesmo é que eu achei a festa cara e fraca. Não recomendaria e sinceramente, não voltaria no próximo ano. Uma pena, né?  Pra quem curte show, beber, bailão e essas coisas deve ser legal, mas se o intuito é comer uma tainha top, não.

Sem uma viva alma!


Enfim, sai de lá decepcionada. Achei que fosse encontrar tainha de todo tipo e preparo e um preço bem legal pra fomentar o consumo, mas foi tudo ao contrário. Continuarei preferindo comer a tainha lá em Itapema mesmo. A Barra do sul continua como escape rápido para finais de semana ensolarados.
E pra essa semana chega né? 


...e que escape! :) Adoro!
Vejo vocês se Deus quiser semana que vem. Espero que possam desfrutar de um final de semana de descanso e alegria. 

Comentários

  1. Gente, eu ficaria P da vida com esse povo! kkkk
    Que tainha cara!!!!!!

    Ja o espetinho de morango, deu vontade vendo daqui x)
    E as praias desertas? tudo de bom heim!!!!!
    Por aqui, o verao anda meio sumido... rs.
    O calor ta ate razoavel, mas sol que eh bom, NADA! So chuva.
    Desde qdo voltei da praia, nao pude ir pra piscina de tanta chuva.. affe.
    Vamos ver se vai render esse verao ;~

    Bom fds!
    E ate semana que vem ;D
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui no verão é assim Paulinha...só chove!!! Os meses mais secos são o de inverno, acredita?

      Aliás o clima de Joinville lembra o de Atlanta...beeem úmido!!! Uma beleza!!!

      Bjs!!

      Excluir

Postar um comentário

Caro leitor,

Obrigada por tirar um tempo para comentar aqui. Ficarei muito feliz em ler seu comentário e responderei assim que possível. Um beijo!

Postagens mais visitadas deste blog

Parto Domiciliar do Mathias | A trajetória

Bon Appétit: Wrap de Alcatra e Cheddar

Inspirando...babies!