Diário de Bordo: Madri dia 06 e conclusões finais


Nosso último dia em Madri. Confesso que já estava ansiosa para o próximo destino, mas queria aproveitar ao máximo o que esta cidade oferecia. Tínhamos planejado fazer Ávila e Segóvia  de trem, mas estávamos EXAUSTOS e ainda tinha um problemão para resolver: mala/peso extra.

Como o Jó teve uma reunião cedo no hotel, eu aproveitei para dormir um pouco mais e já começar a operação malas. À tarde fomos para o centro, pois eu não queria ir embora sem conhecer o palácio (tinha um chá das 5 agendado com Letizia!) e também tínhamos algumas coisas finais para comprar. Depois do anda anda de cada dia, finalizamos com aquele chocolate com churros!

À noite basicamente terminamos a operação do milagre das malas juntos, jantamos no hotel mesmo e fomos dormir pra lá de meia noite, já que não conseguimos mesmo entrar no fuso deste lugar!

Na terça pela manhã, nos despedimos de Madri. Acordamos atrasados, perdemos o transfer do hotel para o aeroporto, pagamos um absurdo pelo táxi, passamos o limite de bagagem, tivemos que comprar uma bolsa de última hora no aeroporto, peguei o pior voo da vida pela Air Europa para o trecho Madri-Amsterdam, fiquei encantada só pelo aeroporto da Holanda (preciso voltar nesse lugar!) mas finalmente embarcamos para Pequim.

Ficam algumas fotos do nosso último dia. Tirei todas com o celular porque me esqueci de carregar a câmera :(











Cheers to Madri!


Algumas conclusões/lições que ficam de Madri:

- Este país é encantador!

- Os espanhóis me parecem ser ótimos amigos e pessoas muito queridas, mas só entre conhecidos. Eles se encontram com felicidade, se abraçam, são simpáticos...mas com desconhecidos...socorro! São bastante secos, ríspidos e até grosseiros. Eu e o Jó gostávamos de sorrir e cumprimentar desconhecidos só pra ver a cara deles. Dificilmente recebíamos um sorriso de volta!

- Não espere atendimento diferenciado e cordialidade da galera. Existe sim, mas tem que garimpar estas pérolas do comércio. Fui bem atendida e mal atendida.

- Isso existe em todo lugar. Não é exclusividade dos madrilenhos.

- Como toda cidade de primeiro mundo a limpeza, a organização, a facilidade de locomoção e a segurança são espetaculares, dá até aquela deprezinha na volta!

- Os espanhóis fumam DEMAIS. É absurdo...mais do que os argentinos, que já me surpreenderam até!

- Fumar e comer tudo junto no mesmo lugar, faz parte. E levar o seu cachorro pro restaurante também.

- Ter filhos pequenos não significa o fim da vida turística. Fiquei passada com a quantidade de gente que viajava e fazia passeios conosco com crianças pequenas. Isto inclui passeios não "infantis" (parque de diversão + pizza). É tudo uma questão de postura e educação dos pais. Passar cultura adiante também faz parte!

- Vi muitos casais mais velhos, do estilo "já criamos os filhos" com mochila nas costas, mapa na mão e muita disposição. A vida continua... Se Deus nos permitir, SEREMOS ASSIM!!!!!

- O mundo está gay. Se você tem qualquer dúvida disso, pegue o metrô em Madri.

- Gostaria de ter o orgulho e patriotismo dessa galera. É muito bonito! Não é o orgulho americano, é diferente...mas igualmente admirável.

- Sair com câmera na mão, falar ao celular tranquilamente e caminhar pelo bairro às duas da manhã sem medo de trombadinha é uma sensação indescritível.

- Os espanhóis (e os argentinos também me impressionaram nesta sentido) leem muito!!!! Mas é muito mesmo, a todo tempo, no metro, na rua, no restaurante. Isto reflete diretamente em quem eles são.

- A riqueza histórica deste lugar, sem dúvidas foi o que mais me marcou. Tudo é muito rico em detalhes, em história, em cultura.

- É impossível não gostar deste lugar e é impossível não ficar com gostinho de quero mais.

- Viajar é preciso.

Espero que tenham gostado dos posts sobre Madri. Eu amei conhecer esta cidade e ela me surpreendeu positivamente em tudo.

Gostaria de conhecer outros infinitos lugares (todos, pra ser mais específica), mas com certeza se tivesse a oportunidade, voltaria sem medo (e já com vários roteiros em vista!). Apesar da nossa viagem ter sido curta, em cima da hora e dividida entre trabalho e horas livres, valeu cada minuto. Deixo Madri mas levo comigo muitas coisas que este lugar me ensinou, me proporcionou e me agregou.

Os próximos posts serão sobre uma das experiencias mais loucas da minha vida: Pequim.

Até breve!



Comentários

  1. Obrigada por compartilhar conosco :) Estou ansiosa por Pequim!!beijos, saudade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pequim é bombástico!!! Obrigada pela paciência :D :D

      :***

      Excluir
  2. Amei tudo Ka!
    Agradeco por ter compartilhado tb, pois de certa forma, estive presente atraves das fotos! e so me convenco a cada dia, que se nao for pra morar, eu TENHO que ir la! (na europa toda, mas la tb :D)
    E concordo com isso de criancas, nao sao empecilho de forma alguma!
    Qdo tiver os meus, vao ir com a gente pra todo lado! xD
    Ja sobre o cigarro (odeio), teria que ficar sempre longe de todo mundo! kkkk
    E poxa, o mundo EH gay! :P euhuehueh

    Nao vejo a hr de ver os posts de Pequim, tenho certeza que vou ficar de queixo caido mas em outro sentido :X kkkkkkkk
    Nao me esqueco dos bebes com calcas rasgadas! kkkkk

    Beijos! Otimo fds ;]

    ps: preciso ressuscitar meu blog! rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TEM MESMO!!! Você vai amar, tenho certeza!!!!

      Adorei ver tantos casais com filhos pequenos viajando...sempre achei que não fosse assim tão misterioso e ver o exemplo de outras pessoas me encorajou, agora tenho que passar na pele pra saber de fato!! hehehehe

      Eu achei a Argentina tensa pro cigarro, mas a Espanha ganha fácil! HORRÍVEL e infelizmente não tem muito como evitar!!!

      Bjs e obrigada pela paciência!!! :D :****

      Excluir

Postar um comentário

Caro leitor,

Obrigada por tirar um tempo para comentar aqui. Ficarei muito feliz em ler seu comentário e responderei assim que possível. Um beijo!

Postagens mais visitadas deste blog

Parto Domiciliar do Mathias | A trajetória

Bon Appétit: Wrap de Alcatra e Cheddar

Inspirando...babies!