Postagens

Calendário mensal - Baixe o seu!

Imagem
Olá!

Sem muitas delongas, este ano eu estou retomando algumas práticas perdidas ao longo do caminho da vida pós-maternidade. Eu sei que pra muita gente "deixa a vida me levar vida leva eu"é uma forma legal e que dá pra viver tranquilamente. Eu não. Sendo assim, este ano estou reorganizando a nossa rotina de forma mais estruturada, já pensando num futuro com novas mudanças (não estou falando de gestação, vamos esclarecer logo).

Desde antes dos filhos, sempre procurei ter uma rotina pra nossa casa. Tem alguns posts aqui no blog bem antigos, aonde compartilho as planilhas e ideias por detrás e eu sempre, sempre sempre procurei me organizar e me enquadrar nesse modelo pensando que um dia teríamos filhos e isto seria crucial pra gente não ser engolido pela avalanche de coisas que precisam ser feitas, resolvidas e também facilitaria enxergar melhor as prioridades e acima de tudo, daria aos nossos filhos a chance de aprender em casa alguns princípios importantes como senso de orga…

Feliz Ano Novo - v.31!

Imagem
Feliz ano novo!

Agora sim!

Só comemoro ano novo mesmo depois do dia 7 de Janeiro, dia mais maravilhoso do ano. Por que?
Simples. 7 é o número da perfeição logo, nasci nesse dia no mês mais lindo de todos. (Chequei aqui e não consta o dia da humildade nesta mesma data portanto, tá tudo certo).

Brincadeiras à parte, eu amo fazer aniversários, mas acho que vai ficando menos divertido com a chegada dos anos...rs..Parecia mais empolgante aos 21....

Esse ano não planejei nada. Nem fiquei falando que era meu aniversário, porque eu gosto muito da data, mas a expectativa posta nela não tava legal. Eu precisava colocar as coisas no lugar e de fato exercer a minha gratidão e alegria mesmo quando vai tudo contrário à minha ideia de "ideal". Não que eu não tenha situações o suficientes para isto, mas eu acredito que eu preciso ter certas emoções mais bem ordenadas e esta é uma delas.

Não orei pedindo "quero somente estar grata no fim deste dia" porque nossas orações são atendi…

O que espero de 2018

Imagem
... é nada.  Fim.

Resumi aí em duas palavras pra quem tiver preguiça, mas aqui vão mais algumas outras poucas, prometo.



Resumidamente, não espero nada de 2018 a não ser aquilo que Deus tem pra mim. Sempre que a gente espera algo, se coloca numa posição de detentor de algum direito e se frustra e pensa que "devia isso", "merecia aquilo"... e... INGRATIDÃO. Tô fora!

Eu acho engraçado gerar este tipo de expectativa, porque parece que detemos o controle de alguma coisa. Eu confesso que eu esperava sim que 2017 fosse um ser um ano "tranquilo" (na medida do que é possível com duas crianças pequenas), um ano que eu conseguiria reorganizar a rotina e enfim sem delongas: NÃO. Foi tudo ao contrário. Foi "SQN", foi ilusão, sonho distante, nunca aconteceu. Quando eu achava que ia, dava 50 passos pra trás.

Foi um ano de muito trabalho. Trabalho duro. Trabalho cansativo e sem descanso, mesmo quando estava supostamente descansando. Foi uma loucura mesmo…

Mathias - O seu primeiro ano

Imagem
Há um ano eu vivia um dos momentos mais especiais da minha vida trazendo ao mundo o nosso Mathias. Depois de 9 meses tão intensos, cheio de emoções diversas, não poderia ter sido mais singela a sua chegada. Sentir aquele corpinho quentinho, molhado, gordinho nos meus braços fez meu coração acelerar e a nossa primeira troca de olhares me trouxe a certeza de que aquele menininho iria roubar meu coração.

Eu estava mais do que certa.



Um puerpério tranquilo, sem surpresas, uma adaptação suave e muito trabalho. Eu nunca, em toda minha vida, trabalhei tanto (trabalho desde os 13). Cansaço e amor caminharam de mãos dadas nestes últimos 365 dias. Ao longo do caminho, várias pausas para sorrir, se encantar, morrer do coração de susto e de fofura, lágrimas, frustração e algumas lições aprendidas. Dentre elas, gosto daquela que reafirma que um dia de cada vez causa menos ansiedade e frustrações e gosto também daquela que me lembra constantemente que apesar do caos, cansaço e vontade de passar no…

Agosto, repleto de alegrias.

Imagem
Ele passou voando. Aliás, qual foi o mês que não passou voando em 2017?! Na minha humilde opinião, todos. Nem vi esse ano passar direito...mas isso é história pra Dezembro.

No último mês (comecei a escrever este post em setembro e vou deixar aqui assim mesmo, pra lembrar como é fácil redigir um texto atualmente..rs..) tivemos alguns dias bem especiais, daqueles que merecem o registro.


Comecei o mês presenciando um parto! Um partaço, um partão, digno de um mulherão! Uma amiga-irmã pra lá de especial trouxe sua H., de forma linda, corajosa e respeitosa à este mundão doido.Eu presenciei e fotografei. E também solucei de tanto chorar. Eu amo partos respeitosos e nunca vou deixar de dizer que os mais lindos são aqueles onde a entrega é total. 03.08.17 pra sempre na minha memória e guardadinho em um lugar bem especial no meu coração.

Tivemos também o aniversário do vovô Alex, com direito à café da manhã quase surpresa, um kilo de manjar (uma das suas sobremesas prediletas) e feijoada em fa…

Maternidade | origens

Imagem
Voltando a documentar alguns pedaços da nossa vida agora como uma família de 5 (a Fifi conta, sim!). Entre todas as alternativas, a que mais me agrada ainda é aqui. Gosto daqui. O ritmo é ajustado por mim, não tem aquele fluxo maluco de informações e uma enxurrada de excessos e apesar de estar publicado na internet, me dá um senso de ser um "querido diário",  que é o formato que eu mais gosto. 
Sabe aquelas pessoas que ouvem o próprio áudio? Sou uma delas, juntamente com meu pai. Da mesma forma que gosto de voltar e ler e reler o que escrevi, pensei, vivi, senti e com a graça infinita de Jesus, mudei. Já escrevi tanta bobagem, mas também guardei tanta coisa preciosa, que o saldo ainda me parece positivo. 
Tenho dúvidas se algum dia meus filhos terão a oportunidade de passar por aqui e ler. Eu espero que sim. Os blogs, pelo menos nesse formato, fadados ao fracasso e esquecimento, assim como os livros impressos, só deixarão de existir quando nós mesmos os deixarmos de lado. Os l…

Parto Domiciliar do Mathias | A trajetória

Imagem
Olá,

- Para ler o relato de parto do MATHIAS, clique AQUI.
Hoje vai ao ar o último episódio da minha série sobre o parto domiciliar do Mathias, meu segundo filho.

Quando me ocorreu a ideia de gravar pequenos relatos antes do seu nascimento, pensava em agregar mais informações ao vídeo do parto, mostrando um pouco dos bastidores de como se preparar para um parto humanizado / domiciliar, suas vantagens, desafios e é claro, todo o diferencial de um parto assistido por profissionais humanizados. Não poderia jamais imaginar como seria a trajetória, o que me esperava nem por quanto tempo eu ainda teria que esperar, já que comecei com 36 semanas após meu primeiro alarme falso e acreditava que não chegaria as 40 semanas.

Um parto humanizado vai muito além do dia do nascimento. Acredito que isto tenha ficado evidente e vale a pena reforçar. É uma trajetória longa e que requer MUITA INFORMAÇÃO, PROFISSIONAIS COMPROMETIDOS, APOIO, CONVICÇÃO e DETERMINAÇÃO.

Parto não é bolo e por isto não tem rece…